Fórmula 1 na Copa

Pelo jeito nossos queridos amigos Daniel Marchi e Marcelo Cerri abandonaram de vez o projeto Fórmula (3 em) 1. Não há de ser nada. Seguimos daqui.

O GP da Valencia já seria naturalmente menos concorrido, disputado em meio à concorridíssima Copa do Mundo. Mas não precisava ser tão menos concorrido assim. Tudo bem que a pista não favorece nem um pouco ultrapassagens. Mas Kobayashi provou que era, sim, possível passar, quando voltou babando dos boxes, já no fim da prova, e se impôs sobre Alonso e Buemi. Faltou sangue nos olhos dos demais.

Webber foi um caso à parte. Saindo da segunda posição, teve uma largada horrorosa, terminou o primeiro giro em 9º e, quando começava a tentar uma improvável recuperação, encheu a traseira de Kova, provocando a entrada do safety car e as mudanças que se mantiveram quase que totalmente até a bandeira quadriculada.

Vale lembrar o que se escreveu sobre Webber aqui, duas corridas atrás, quando vencera em Mônaco e alcançara a ponta do campeonato:

Se continuar no mesmo ritmo, Webber será campeão, não há dúvidas. Mas o “se” ainda alimenta desconfianças nada irrelevantes. Primeiro, porque no ano passado, mais ou menos à mesma altura do campeonato, Webber chegou a despontar como grande rival de Button na disputa pelo título e depois se perdeu pelo caminho. Segundo, porque não é coisa simples o salto de categoria, dos bons para os campeões, do qual estamos falando.

Pois é. Não é nada simples. E parece que muito alto para Webber.

De toda forma, pelo menos no acidente de hoje, Webber foi o menos culpado. Errou mais que ele Kovalainen, que ziguezageou à frente com uma carroça. Errou mais que os dois a FIA, que permite às carroças dividirem o grid com carros que se prezam e chancela, em consequência, qualquer tragédia que venha a ocorrer por conta disso.

Outros merecem menções. Vettel, pela vitória. Button, por mais uma vez ter se mostrado a cabeça mais pensante do circo, o que é bom, mas também por ter ficado inacreditavelmente acomodado atrás de Kobayashi durante 451 voltas, o que é péssimo. Barrichello, por ter levado a frágil Williams a um quase pódio, comprovando pela enésima vez que é bom. Alonso, Massa e Ferrari, de tão apagados, nem menção merecem.

Ao contrário de Hamilton. Em Valencia, novamente o inglês nos fez lembrar grandes campeões, aqueles que tentam se utilizar de todas as brechas possíveis para ganhar segundos que façam a diferença, mesmo que a legalidade de tais brechas sejam discutíveis. Senna chegou a testar passar pelos boxes em vez de pela pista em Mônaco, quando não havia limite de velocidade nos pits, certificando-se de qual caminho seria mais rápido. Salvo engano, fez o mesmo em Donnington. Schumacher chegou a terminar corrida passando, e vencendo, também por dentro dos boxes, para cumprir uma punição e não perder o tempo que perderia se o fizesse antes, quando teria de voltar lento para a pista.

Hamilton hoje ultrapassou o safety car quando não podia. Se seguisse olimpicamente as regras, ficaria atrás do carro de segurança e exatamente à frente de Alonso, mais ou menos na oitava posição. Ao se fazer de desentendido, continuou em segundo e, mesmo punido depois com um drive thru, conseguiu voltar à pista ainda no mesmo posto.

São essas pequenas coisas que os diferenciam dos normais. Quando aprender de vez a lidar com situações de pressão, Hamilton estará definitivamente na galeria dos maiores.

Sobre Thiago B. Ribeiro
Thiago Barros Ribeiro tem 32 anos, é paulistano, sampaulino e, segundo as boas e más línguas, quase insuportavelmente chato. Mestre em Economia por formação, gestor público por profissão, metido a besta em esportes por paixão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: